Verrugas Virais

As verrugas virais são lesões causadas pelo papilomavírus humano (HPV). São transmitidas pelo contato direto com pessoas contaminadas. Podem manifestar-se clinicamente de diversas maneiras de acordo com forma e localização, sendo mais comuns as verrugas vulgares e as verrugas plantares (conhecidas como “olho de peixe”). Além destas, temos as verrugas filiformes, as periungueais, as verrugas planas juvenis e os condilomas acuminados.
Verruga vulgar: localizadas na superfície normal da pele, as lesões são elevadas, endurecidas, de superfície áspera e coloração esbranquiçada, podendo apresentar pontilhado escuro. Aparecem isoladas ou coalescentes, podem variar de milímetros a centímetros de diâmetro. As áreas mais atingidas são mãos, cotovelos e joelhos. Mais facilmente encontradas nas crianças e adolescentes.
Verruga plantar: localizadas nas plantas dos pés, estas lesões crescem para dentro da pele, devido ao peso do corpo impedir o seu crescimento para fora. São, muitas vezes, confundidas com calosidades, porém, quando raspadas, as lesões mostram uma superfície irregular e pontos escuros no seu interior, o que as diferencia dos calos. As maiores costumam ser dolorosas ao pisar.

O tratamento das verrugas consiste na sua destruição, que pode ser feita através de procedimentos cirúrgicos, criocirurgia, cauterização química das lesões ou pelo uso local de substâncias conhecidas como imunomoduladores, utilizadas para o tratamento de verrugas resistentes aos tratamentos convencionais.
Dica: Nunca mexa nas verrugas! Cortá-las com alicate de unhas ou lixá-las, por exemplo, pode causar autocontaminação, e consequentemente o surgimento de novas lesões.

Comente

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.